HISTÓRIA DO BAMBU  

A espécie vegetal conhecida vulgarmente por bambu pertence à família das Gramineae e apresenta mais de mil espécies espalhadas pelo mundo. A maioria das espécies encontra-se distribuída nos Continentes Asiático e Americano. A Ásia é o maior centro de biodiversidade do bambu, podendo ser considerada seu berço.

Devido às suas múltiplas utilizações e pela facilidade de efetuar seu plantio, o bambu é considerado, principalmente pelos povos asiáticos, como uma dádiva dos deuses, ouro verde da floresta e amigo do homem. No entanto, em outros países, como no Brasil, ao bambu é atribuído, de forma pejorativa, o título de "madeira dos pobres".

No Brasil, as espécies mais conhecidas de bambu são de origem asiática. Algumas delas foram introduzidas pelos colonizadores portugueses (gêneros Bambusa e Dendrocalamus), outras mais recentemente por imigrantes asiáticos (gêneros Sasa e Phyllostachys). As espécies nativas no Brasil são conhecidas geralmente por taquara, taboca, jativoca, taquaruçú ou taboca-açú, conforme sua região de ocorrência. Existem grandes áreas desses tipos de bambu na floresta amazônica (Acre), parque da Foz do Iguaçú e nas margens de alguns rios do Pantanal.

FONTE:http://www.agr.unicamp.br/bambubrasilis/historia.htm - 24 fev.2004