LILIANA HALBRITTER ARQUITETURAS: Legal, Residencial, ecológica e Industrial na sua interface com Meio Ambiente, Educação Ambiental e Medicina da Habitação.

                 

 

   CURRICULUM VITAE

 

   LILIANA HILDA AMORIN O'NEILL, adota o sobrenome Halbritter quando do seu casamento com Andreas Ludwig Halbritter em 1972, no Rio de Janeiro. Nasceu na Cidade de Buenos Aires, Republica Argentina em 12 de setembro de 1948. Filiação: Felipe Antonio Amorin e Ana Esther O´Neill de Amorin . ESTADO CIVIL: divorciada .

Estudos primários: Michael Ham Memorial College 1953/59 Secundários: Instituto Nacional del Professorado en Lenguas Vivas Juan Ramón Fernández 1960/65, na Cidade de Buenos Aires.

 

Universitários: Facultad de Arquitectura y Urbanismo de la Universidad Nacional de Buenos Aires (UBA) 1966/72 Faculdade de Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) 1972/74 Crea N.º 23.797D/RJ 

 

Pós-graduação:  

 

M Sc. em Gestão Ambiental  UNESA ( 2000)

M Sc. em Sistemas de Gestão Ambiental  UFF (2003)

 

IDIOMAS: ESPANHOL, INGLÊS e PORTUGUÊS 

 

Endereço: Rua Paula Mattos 110 - Santa Teresa - CEP 20.251-550

Rio de Janeiro/RJ- Fones: tele-fax: 2221 1445 e-mail:

www.arqverde.com.br    arqver@arqverde.com.br

 

 

CURSOS

 

CURSOS DE EXTENSÃO

 

2001 ARQUITECTURA BIO-CLIMÁTICA . Centro Panamericano de Ingeniería Sanitaria y Ciencias del Ambiente - CEPIS/CUBA - OMS http://www.cepis.ops-oms.org

1992 Curso de Engenharia Legal e de Avaliações ,  SERGIO ANTONIO ABUNAHMAN - SEAERJ /EXEMPLO. 1993 Curso de Engenharia Legal e de Avaliações Ministrado no SEAERJ /IEL, coordenado pela ENGª. ERIEL DE VELASCO. 1994 Curso de formação básica em Direito tributário e planejamento fiscal, Professor Carlos de Souza Valentim, no IBMEC ( Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais) 1994 ESPECIALIZAÇÃO:

1994/96 Perícia e Auditoria em Meio Ambiente UNESA (Universidade Estacio de Sá)

 

PÓS-GRADUAÇÃO EM MEIO AMBIENTE:

 

2000/2003,

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL - UFF/LATEC, MESTRE EM SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL- TEMA DISSERTAÇÃO: MÉTODO EALA, aplicado ao ensino de EDUCAÇÃO AMBIENTAL E TREINAMENTO ESPECIFICO NAS INDUSTRIAS QUÍMICAS, tendo como foco a atitude ética dos funcionários. 

ORIENTADORA:  ÂNGELA  MARIA ABREU DE BARROS, D.Sc.

 

1996/2000 UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ (UNESA) MESTRE EM GESTÃO AMBIENTAL: TEMA DISSERTAÇÃO: MÉTODO LUDO-ARTÍSTICO PARA ENSINO NÃO FORMAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UM ESTUDO DE CASO COM JOVENS DE 15 A 17 ANOS, HIPOSSUFICIENTES. ORIENTADORA: ELIDA SÁ SEGUIN , D.Sc.

 

CURSOS DE EXTENSÃO EM MEIO AMBIENTE

 

2001/02: CURSO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL A DISTANCIA: MINISTÉRIO DE MEIO AMBIENTE, MEC/MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, IBAMA,LABORATÓRIO DE ENSINO A DISTÂNCIA DA UFSC E FUNDAÇÃO UNIVERSITÁRIA DE BRASÍLIA: FUBRA.

 

2000 INSTITUTO ECOLÓGICO AQUALUNG CURSO QUÍMICA AMBIENTAL E POLUIÇÃO MÉTODO DE ANALISE , AVALIAÇÃO e AUDITORIA AMBIENTAL, IMPACTO AMBIENTAL E LICENCIAMENTO 

1998/99 Curso de extensão em PERÍCIAS E AUDITORIAS DE ENGENHARIA AMBIENTAL - ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL, ministrado pela ABENC ( Associação de Engenheiros Civis/RJ), com apoio do CREA/RJ, Coordenado pela ENGª  ERIEL DE VELASCO. 1998 SEMINÁRIO ECOSSISTEMAS COSTEIROS, CREA-RJ, 

 

1996 CURSO INTERNACIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL - CURSO PRÁTICO DE AUDITORIA ISO 14 000 - PROENCO REGISTRADO NO EARA: Environmental Auditors Registration Association.

 

ENSINO NÃO-FORMAL EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL 

 

2000/2004  GALPÃO DAS ARTES, COORDENA A APLICAÇÃO DO MÉTODO DE ENSINO EALA: PROJETO DE TREINAMENTO LUDO-ARTÍSTICO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS INDUSTRIAS: PAN-AMERICANA INDUSTRIAS QUÍMICAS S.A e PETROFLEX S.A (2002), a fim de elaborar os PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS INDUSTRIAS QUÍMICAS, tendo como foco principal a atitude ética dos funcionários envolvidos com risco ambiental.

 

1996/9 aplicação do MÉTODO DE ENSINO ATRAVÉS DE ATIVIDADES LÚDO ARTISTICAS, defendido na DISSERTAÇÃO MESTRADO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS, NA UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ, constando de apostilas modelo, roteiro padronizado de aulas e exposição de Método alternativo para ensino "não formal" de Educação Ambiental.

 

ESPECIALIZAÇÃO

 

1999/00 CURSO PARCIAL de formação como ARTE TERAPEUTA na Clinica POMAR, de Rio de Janeiro, com a finalidade de subsidiar a sua dissertação como Educadora Ambiental, através de MÉTODOS LUDO-ARTÍSTICOS.

1999

Curso de formação como WEB DESIGNER na UNESA (UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ) 

1995/1999 ESPECIALISTA EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E GESTÃO AMBIENTAL (UNESA/RJ)

1994/95 PERITA E AUDITORA EM MEIO AMBIENTE, UNESA/RJ .

 

CONFORTO AMBIENTAL - IAB / INSTITUTO DOS ARQUITETOS DO BRASIL

1986 SENAC: TTI: CURSO TÉCNICO DE TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS.

1981 Curso de Avaliação coordenado pelo Eng.º Waldemar Eduardo Magalhães (IAB/RJ)

1980 PAISAGISMO, Prof. Chacel (IAB/MAM)

 

 

TEMAS HOLÍSTICOS

 

1986/99 Cursos vários de formação em MEDICINA DA HABITAÇÃO, RADIESTESIA, RADIÔNICA E FENG SHUI, na Cidade do Rio de Janeiro

1970 Curso para executivos de GRAFOLOGIA, direcionado a RH. 

 

ENCONTROS E / OU SEMINÁRIOS

 

2004:  janeiro: COMEST/UNESCO . 3ª SESSÃO DA COMISSÃO MUNDIAL da ÉTICA do CONHECIMENTO CIENTIFICO e TECNOLÓGICO

 

2003:  setembro - 7º ENCONTRO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.COORDENADORA GT: GRUPO DE TRABALHO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS EMPRESAS.

 

2002: janeiro: SEMINÁRIO: PERSPECTIVAS URBANAS PARA O RIO DE JANEIRO  org. SECRETARIA DE URBANISMO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, espaço IAB/ RJ 

maio: ÉTICA E DESENVOLVIMENTO EM EQUIPE. TREINAMENTO EMPRESSARIAL – SEBRAE/RJ

agosto: RIO + 10. SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL,  

outubro: AGENTE CULTURAL – UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES . COORD. RAC: REDE AGENTES CULTURAIS- ENGº EDUARDO PORTELA (SEBRAE)

novembro: SOLUÇÕES CANADENSES PARA MUDANÇAS CLIMÁTICAS. MDL.

COORD. GOVERNO CANADENSE-CAMARA DE COMERCIO

 

2001: 

dezembro: apresentação   e publicação MÉTODO EALA no X SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ÉTICA, PESQUISA e DESENVOLVIMENTO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROJETIVAS DO SÉCULO /IME/RJ

junho:  SA 8000 / SAI: SOCIAL ACCOUNTABILITY INTERNATIONAL, espaço FIRJAN, org. IBASE

Seminário BAIA DE GUANABARA -ISER.

agosto: 1º SEMINÁRIO: ESTRATÉGIA E COMPETITIVIDADE SOB A PERSPECTIVA DOS IMPACTOS DA GLOBALIZAÇÃO/UFF/LATEC

dezembro: ENCONTRO EDUCADORES AMBIENTAIS DA BAIXADA FLUMINENSE, Coord. REDE EDUCAÇÃO AMBIENTAL/RJ. Apresentação METODO EALA: ENSINO LUDO ARTISTICO DE EDUCAÇÃO AMBEINTAL ATRAVÉS de ATIVIDADES LUDO-ARTISTICAS.

.

 

2000 dezembro: DEBATE ESTADUAL DA AGENDA 21 BRASILEIRA (SEMADS),

 outubro: CURSO DE CAPACITAÇÃO DE GESTORES E LIDERANÇAS LOCAIS DO MUNICIPIO DO RIO DE JANEIRO executado pelo FORUM 21 da CIDADE DO RIO DE JANEIRO, INSTITUTO DE ESTUDOS DA RELIGIÃO: ISER.

 

1995 outubro: III ENCONTRO LATINO-AMERICANO DE EDUCADORES AMBIENTAIS: ECO APLICADA 95, PROMOVIDO PELA FEDERAÇÃO LATINO AMERICANA DE EDUCADORES AMBIENTAIS – FLEA

TRABALHO APRESENTADO: “HOSPITAL SIN AGRESION AL MEDIO AMBIENTE” (HMC CONGONHAS DO CAMPO-MIINAS GERAIS)

 

 

 

 

ATIVIDADES CULTURAIS:

2002:COORDENADORA PRIMEIRA ETAPA G1-GRUPO RESUMOS CONGRESSO BRASILEIRO DE ARQUITETOS NO IAB/RJ (INSTITUTO DOS ARQUITETOS DO BRASIL)

2002-2003 COORDENADORA ADJUNTA da COMISSÃO de MEIO AMBIENTE INSTITUTO DOS ARQUITETOS DO BRASIL/RJ

2000-2003       REPRESENTANTE NO GIEA GRUPO INTERDISCIPLINAR DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO CONEMA: CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE (antiga SEMADS, atual SEMADUR) ATRAVÉS DO IAB/RJ

 

1998/2002: MEMBRO DA COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE IAB/RJ - COORDENADORA PROPOSTA PRIMEIRO CURSO MEIO AMBIENTE DO INSTITUTO E PRIMEIRO CONCURSO FOTOGRAFIA MEIO AMBIENTE (1998) 

 

1996/2004  COORDENADORA do PORTAL ARQUITETURA VERDE, especializado em EDUCAÇÃO AMBIENTAL: www.arqverde.com.br

 

1989: COORDENADORA COMISSÃO DE ARQUITETURA DO IAB/RJ 

1988/89 CO-EDITORA REVISTA AB: NUMERO DEDICADO A ARQUITETURA ESCOLAR .1983: COORDENADORA DA REVISTA ABA: CADERNOS DE ARQUITETURA BRASILEIRA: NUMERO DEDICADO A RESIDENCIAS UNI E MULTI-I FAMILIARES E "ARQUITETURA DA TERRA"

1981: DIRETORA CULTURAL, INSTITUTO DOS ARQUITETOS DO RIO DE JANEIRO-IAB/RJ

 

1970/72: COLABORADORA NA SEÇÃO DE ARQUITETURA DO JORNAL "LA NACIÓN" DA CIDADE DE BUENOS AIRES; COLABORADORA DAS REVISTAS "NUESTRA ARQUITETURA" E "CASA E JARDIM" DA CIDADE DE BUENOS AIRES.

1978: LANÇAMENTO REVISTA "SUMMA" NA SEDE DO INSTITUTO DOS ARQUITETOS DO BRASIL NO RIO DE JANEIRO, E NO CONGRESSO DE ARQUITETOS BRASÍLIA .

1972/80: CORRESPONDENTE DA SEÇÃO DE ARQUITETURA DO JORNAL "LA NACIÓN" E REVISTA "SUMMA" DE ARQUITETURA/ BUENOS AIRES- REPÚBLICA ARGENTINA

 

PUBLICAÇÕES CIENTIFICAS:

 

2003:  junho, CUBA. IV CONVENCIÓN INTERNACIONAL SOBRE EL MEDIO AMBIENTE Y DESARROLLO. IV CONGRESSO DE EDUCACIÓN AMBIENTAL

2001:  dezembro : apresentação   e publicação MÉTODO EALA para ensino de EDUCAÇÃO AMBIENTAL no X SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL / IME/RJ agosto: 1º SEMINÁRIO.

 

TRABALHOS EM ELABORAÇÃO:

2001 dezembro: COORDENAÇÃO E ROTEIRO: AUDIÊNCIA PUBLICA. DRAMATIZAÇÃO e MONTAGEM VÍDEO com MARIA DAS GRAÇAS RAFFAELI. Orientação Dr.Prof. AIRTON  BODSTEIN

outubro: DIREITO AMBIENTAL: LEI DE CRIMES AMBIENTAIS ADAPTADA PARA CRIANÇAS com MARIA DAS GRAÇAS RAFFAELI. Prof. TELMA MALHEIROS D.Sc.

 

CONCURSOS

1977 TERMINAL RODOVIÁRIO DE JOÃO PESSOA - PARAÍBA

 

PESQUISAS HOLÍSTICAS PARALELAS 

1989/2001 CROMO ARQUITETURA e CROMO ENERGIA: APLICAÇÃO NO PROJETO DO HOSPITAL MUNICIPAL DE CONGONHAS.

PESQUISA EM ANDAMENTO QUE INCLUI TRABALHO COMO ARTISTA PLÁSTICA EM CROMO ENERGIA GEOBIOLOGIA: RADIÔNICA E MEDICINA DA HABITAÇÃO.

CURSOS VÁRIOS E TRABALHOS APLICADOS EM GEOBIOLOGIA: RADIÔNICA E RADIESTECIA E CROMO ENERGIA

 

ATIVIDADES VINCULADAS AO MEIO AMBIENTE PELO IAB/RJ:

 2000 / 2003 MEMBRO DA COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE DO INSTITUTO DOS ARQUITETOS DO BRASIL(CMA / IAB/RJ) REPRESENTANTE do CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE CONEMA através do INSTITUTO DOS ARQUITETOS DO BRASIL para o GRUPO DE TRABALHO GIEA, DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL , previsto na LEI 3.325, de 17 de dezembro de 1999, no CENTRO de ESTUDOS da SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO do RIO de JANEIRO

2000/01 REPRESENTANTE no CONSELHO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE-CONSEMAC- DO INSTITUTO DOS ARQUITETOS DO BRASIL; REPRESENTANTE DO CONSEMAC NO FÓRUM 21: AGENDA 21 LOCAL DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO MEMBRO DA COMISSÃO DO IAB/RJ - AGENDA 21, PARA SEMADS / MMA 1999/2000

 

VOLUNTARIADO EM ARTE SOCIAL, ARTE-TERAPIA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL:

 

1998-1999/2000 TRABALHO VOLUNTÁRIO na ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE SÃO MARTINHO. Publico alvo: jovens hipossuficientes socialmente, na faixa etária de 14 a 17 anos para:           

CAPACITADORA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

 

1997 Aulas de Ecologia: Projeto Comunidade Solidária, ABTHEMA, e AMAVI, em agosto de 1997, no Bairro de Vila Isabel, na Cidade do Município de Rio de Janeiro. CURSO para FORMAÇÃO de JOVENS COMO ASSISTENTES TÉCNICOS EM FITOTERAPIA: publico alvo idade 14 a 18 anos.

 

EDUCADORA AMBIENTAL: 2000/2004 Propostas em andamento em INDUSTRIAS QUÍMICAS: CONSTRUINDO UM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NAS INDUSTRIAS QUÍMICAS aplicando o MÉTODO DE ENSINO EALA: MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL NA UNESA/RJ e MESTRADO PROFISSIONAL UFF/LATEC: SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL .

ESTUDOS DE CASO: PAN-AMERICANA INDUSTRIAS QUÍMICAS: PUBLICO ALVO: FUNCIONÁRIOS: APROXIMADAMENTE 400 ALUNOS DE ENSINO NÃO-FORMAL, totalizando 1600 amostras.

PETROFLEX: PUBLICO ALVO: FUNCIONARIOS E MEMBROS DA COMUNIDADE: APROXIMADAMENTE 100 ALUNOS: totalizando 400 amostras.

OBJETIVO: ELABORAR através de MESTRADO E DOUTORADO METODO LUDO-ARTÍSTICO PARA PRÉ-QUALIFICAÇÃO ETICA DE TRABALHADORES EM AREAS DE RISCO: INDUSTRIAS QUIMICAS E SAUDE. NOME DO PROJETO: GALPÃO DAS ARTES.

 

CURSOS DE CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL - PROPOSTAS: 

2000 SECRETARIA DE ESTADO do RIO DE JANEIRO de EDUCAÇÃO-SEE / RJ:

1999 UNESA: UNIVERSIDADE ESTÁCIO de SÁ

1) Título: Os seres vivos. Relações harmônicas entre os seres vivos. Filme mostrando o mutualismo: a relação harmônica entre animais de diferentes espécies.Oxigênio.Algas.Função do Plâncton marino. Fotossíntese. 2) Ecologia: o que é a ecologia? 3) Cadeia alimentar. Teia alimentar? 4) Água.Corpos hídricos.Ano 2005? 5) Ar.Baterias anaeróbicas:que vivem sem ar.Ventos.Poluição do Ar. 6) Chuva ácida 7) Lixo.Reciclagem. 

1997 EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A PREFEITURA DE SÃO JOÃO DE MERITI. Proposta apresentada visando introduzir a Educação Ambiental na rede pública deste Município através de cursos que despertem a consciência ecológica na população, como a fitoterapia, por exemplo. Apresentação também do PROJETO DE ARQUITETURA  LUDO-ECOLÔGICA, através de  brinquedos ecológicos a serem inseridos em áreas públicas. 

 

OFICINAS DE ARTE COM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

TEMAS: 1. MEIO AMBIENTE. 2. ECOLOGIA HUMANA 3. SERES VIVOS 4. ÁGUA. RECURSOS HÍDRICOS.Anos 2005/2025 5. AR. POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA 6. ECOSSISTEMA 7. CADEIA ALIMENTAR 8. LIXO.EXERCÍCIOS SIMPLES DE RECICLAGEM 9. SOLO. EROSÃO.MANANCIAIS... 10. CICLOS DE VIDA: CADEIAS...na ausência das algas falta oxigênio, na extinção dos urubus virão as doenças: peste, etc. 11. TRABALHOS DE ARTESANATO ESPONTÂNEO COM SEMENTES, FLORES SECAS, ETC...um paralelo com a cidade de cada professora

 

TEMAS DE PESQUISA EM ANDAMENTO

GEOBIOLOGIA: CONSEQÜÊNCIAS DO MEIO AMBIENTE NO HOMEM estudadas através da GEOBIOLOGIA E MEDICINA DA HABITAÇÃO.

APLICAÇÃO EM ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS: FARMACIAS DE MANIPULAÇÃO E AGENCIA DE TURISMO.

 

2004: BAMBU: PROJETO BAMBU - ECO-ARTE

PROJETO CAPACITAÇÃO TRABALHO COM BAMBU (em andamento)

PROJETO VÍDEOS EDUCAÇÃO AMBIENTAL

 

1998/2004  DIRETORA-PRESIDENTE ONG ARQUITETURA DO VERDE.

OBJETIVO: CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL NÃO-FORMAL. PUBLICO ALVO: COMUNIDADES CARENTES e AMBIENTES INDUSTRIAS, ESPECIALMENTE INDUSTRIAS QUIMICAS.

 

1976/2003 - TITULAR DOS ESCRITÓRIOS: LILIANA de HALBRITTER ARQUITETURA LEGAL e MEIO AMBIENTE e SANTA TEREZA ARQUITETURA Ltda. 

 

 

1976/2003 DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS EM ARQUITETURA FOCANDO O MEIO AMBIENTE: ARQUITETURA ECOLOGICA, LUDO-ECOLOGICA, BIO-CLIMÁTICA. 1976/2003

Alguns trabalhos: Coordenadora Arquitetura USINAS TERMOELÉTRICAS E HIDROELÉTRICAS: JORGE LACERDA E UHE BALBINA: 1975/76 respectivamente.

1989/1991: Coordenação e autoria HOSPITAL MUNICIPAL GERAL: HMC CONGONHAS DO CAMPO-MIINAS GERAIS COM APLICAÇÃO DE CONFORTO AMBIENTAL, através de ARQUITETURA BIO CLIMATICA.

LEVANTAMENTO ECO-AMBIENTAL E PROPOSTA ECO-TURISTICA ILHA BAMBUI, ITACURUÇÃ, RESTINGA DA MARAMBAIA, ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

 

1991 / 2002 ARQUITETURA LEGAL: LAUDOS DE AVALIAÇÃO VALOR VENAL FINALIDADE TRIBUTARIA E PATRIMONIAL. IMPUGNAÇÃO VALOR VENAL: Laudos de impugnação de valor venal de Imóveis vários dentro do Município da Cidade do Rio de Janeiro tendo como foco permanente a preservação Ambiental e Histórica da Cidade.

 

2000/3 SECRETARIAS DE MEIO AMBIENTE E URBANISMO: PAN-AMERICANA INDUSTRIAS QUÍMICAS : COORDENAÇÃO E APROVAÇÃO DO PROJETO INTEGRAL DE ARQUITETURA E MEIO AMBIENTE PERANTE A PREFEITURA DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO PARA  SUBSTITUIÇÃO DE TECNOLOGIA. PROJETO DE PAISAGISMO INDUSTRIAL. AREA CONSTRUIDA 20.000M2

2001-2003  ECO-ARQUITETURA PROJETO RESIDENCIA UNI-FAMILIAR de 400.M2 no BAIRRO DA GAVEA. CLIENTE SR. WU CHEU CHI, NA RUA MAJOR RUBENS VAZ

2002 ECO-ARQUITETURA DE INTERIORES – PROJETO E ACOMPANHAMENTO DE OBRA FARMACIA ESPECIAL AV. RIO BRANCO 120, LOJA 22.CENTRO/RJ

2000             PROJETO COMPLETO ARQUITETURA REFORMA APARTAMENTO NA RUA TONELEROS.

1996/2003   RESPONSAVEL PELA APROVAÇÃO EMPRESA ASA BRANCA MARMORES E GRANITOS EM CAMPO GRANDE.

 

LAUDOS DE AVALIAÇÃO COM FINALIDADE TRIBUTARIA ESPECIALIZADA EM AREAS INDUSTRIAIS.

IMÓVEIS na BARRA da TIJUCA, SÃO CONRADO, CORREDOR CULTURAL: FREI CANECA, JARDIM BOTÂNICO, CAMPO GRANDE, FLAMENGO, ALTO de BOA VISTA., TIJUCA, SÃO CRISTOVÃO, etc.

Projetos para RECUPERAÇÃO PATRIMÔNIO HISTÓRICO COM SOLICITAÇÃO ISENÇÃO TRIBUTARIA EM ÁREAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL NAS APAS em imóveis localizados nos bairros da SAÚDE, SANTO CRISTO, GAMBOA e CENTRO, nos termos da LEI 971 DE 4 DE MAIO DE 1987, REGULAMENTADA PELO DECRETO N.º 7.351 DE 14 DE JANEIRO DE 1988.

 

1994/2003 CLIENTES em ARQUITETURA LEGAL e PROCESSOS TRIBUTÁRIOS: PIRES & SANTOS LTDA., ASA BRANCA MÁRMORES E GRANITOS LTDA., PAN-AMERICANA S. A. INDUSTRIAS QUÍMICAS, HERMANO RIBEMBOIM, JOÃO MAURICIO DE ARAUJO PINHO, CHRISTIANA MEDEIROS, NORLISE KILLER ALBUQUERQUE, GE-PARK ESTACIONAMENTO, COMPANHIA DE MARCAS, PIRES & SANTOS LTDA., ASA BRANCA MARMORES E GRANITOS LTDA., PANAMERICANA S. A. INDUSTRIAS QUÍMICAS, BANCO DE LA NACIÓN ARGENTINA, HIBORN DO BRASIL, MOSTEIRO DE SÃO BENTO, J.L.EMPRENDIMENTOS LTDA, HERMANO RIBEMBOIM, FABRICA BANGU,EDUARDO PONDE, SUPERMERCADOS MONTREAL,THAIS ROCHA, RESTAURANTE SAPORE DI SALE, CASA VENEZA, MELHOR PREÇO Ltda. E OUTROS. 

1991/94 LAUDOS DE AVALIAÇÃO COM FINALIDADE TRIBUTARIA e PATRIMONIAL, MEIO AMBIENTE E ASSISTENTE TÉCNICO CLIENTES: JOÃO MAURICIO DE ARAÚJO PINHO , GÁVEA VEÍCULOS S.A., COMPANHIA DE MARCAS, GAIVOTA HOTEL, C&A MAGAZINE , AREZZO, MONDIALE , BOM DESENHO, HERMANO RIBEMBOIM, MOVIE FASHION, ASA BRANCA MÁRMORES E GRANITOS, CASA VENEZA, RICHARDS, AUTO POSTO SANTARÉM LTDA. e REMON AUTO POSTO LTDA E OUTROS. 

, APROVAÇÃO PROJETOS ARQUITETURA PERANTE AS SECRETARIAS de MEIO AMBIENTE e URBANISMO .Deferido. 

 

NA CIDADE DE BUENOS AIRES:

1970/72 DESENHISTA PROJETISTA, entre outros: participação: AEROPORTO INTERNACIONAL DE EZEIZA , INTA-INSTITUTO NACIONAL DE TECNOLOGIA AGROPECUÁRIA, convênio INTA/BID.

 

Rio de Janeiro, fevereiro de2004

 

Liliana Hilda Amorin de Halbritter

Arquiteta

M Sc em Gestão Ambiental

M Sc em Sistemas de Gestão Ambiental (UFF)

Crea 23.797D/RJ