O feng-shui, é a geobiologia oriental que aborda a paisagem natural e/ou construída de uma forma essencialmente espiritual, permeada de elementos metafísicos.  

A Energia Telúrica  engloba pontos geopatogênicos, ou seja, pontos do Planeta Terra: doentes, que podem ser causados por:
veios d'água, rios subterrâneos e cruzamentos destes rios, fissuras geológicas, cavernas e galerias subterrâneas, tubulações e poços, veios de metais, cruzamentos das linhas Hartmann , Curry, Romani e Kunnen.

A geobiologia seja ela oriental ou ocidental evita construir nos encontros destas redes, e nos da ferramentas para localiza-los

Hoje sabemos que o câncer, por exemplo, muitas vezes originasse no cruzamento destas redes. 

A tecnologia atual também tem contribuído e muito para complicar as ondas energéticas e/ou de forma.

Todos nos vivemos rodeados de energias "invisíveis" ao olho humano mas não ao pendulo ou a qualquer pessoa sensitiva...ou a nosso próprio corpo que adoece.

Estamos rodeados de "n" aparelhos, que por sua vez haverão de se confundir com as ondas de forma geradas pelas falhas geopaticas. Cabe ao arquiteto tentar minimizar estes efeitos: locando seus projetos de forma adequada.Observando as conseqüências das formas que gera.

As nossas cidades "infestadas" de antenas, fios, torres: de celular, radio, televisão, transformadores, em fim, vão piorando o caos energético produzindo desde um simples estresse ou alergia ate doenças fatais como câncer

 

A arquitetura "sem pele" pode em alguns casos minimizar o efeito dos agentes químicos contidos nos diversos materiais de revestimento que podem vir prejudicar a saúde dos futuros moradores.

Os jardins internos estabelecem pontos de contato com o perfil natural do terreno permitindo que a energia: "chi" flua livremente.

As nossas cidades "infestadas" de antenas, fios, torres: de celular, radio, televisão, transformadores, em fim, vão piorando o caos energético produzindo desde um simples estresse ou alergia ate doenças fatais como câncer.